Auto estima: Como anda a sua? Parte 1

30 abril, 2017

Uma das coisas mais importantes que uma mulher tem é sua auto estima e autovalorização. Quando nossa autovalorização é forte, não aceitamos nem nos submetemos a situações de abuso, isso só acontece quando nos consideramos inferiores e sem valor. Nós crescemos numa sociedade em que devemos colocar todas as vontades antes da nossa, por isso as mulheres vivem tão exaustas.

Quando me preocupo em aumentar a auto estima feminina, não estou tentando diminuir a auto estima masculina, mas mostrar para você mulher, que tem valor, amor-próprio e situação de destaque na sociedade.

Os pensamentos que temos, as palavras que dizemos, moldam nossas vidas e nossas experiências. Conforme mudamos nossas palavras e pensamentos, nossas experiências também mudam. Não importa de onde viemos nem o quanto nossa infância foi difícil, podemos realizar mudanças verdadeiramente positivas nesse momento atual.

Quando mudamos internamente, outras pessoas reagem a essa mudança. O que devemos fazer de mais importante, é mudar o mais rápido possível nossos padrões de pensamentos. Vou tentar explicar de uma maneira simples, como funciona o nosso cérebro e as reações químicas do corpo: Quando nossos pensamentos são de raiva, intolerância e críticos, nós deprimimos o sistema imunológico. Quando nossos pensamentos são de amor, carinho, respeito, fortalecedores e positivos, nosso corpo produze químicas que aprimoram o sistema imunológico. Isso significa que existe conexão entre o corpo e a mente.

Um pensamento sozinho, não tem tanta influência sobre nós, mas todos nós temos mais de 60 mil pensamentos por dia e o efeito dos nosso pensamentos é cumulativo, pensamentos ruins envenenam nosso corpo.

Então eu pergunto: Seus pensamentos tem deixado você bem ou mal? Quais reações químicas tem passado pelo seu corpo nesse momento?

Nosso ego tenta nos manter escravizados e infelizes na maior parte do tempo. O ego é a voz interior que diz: só mais um drinque, fume só mais uma vez. Entretanto, não somos nosso corpo, não somos nossos pensamentos e não somos nosso ego. Nós somos os donos do nosso corpo, somos os pensadores dos nossos pensamentos e os donos do nosso ego.

Quando nossa autovalorização e nossa autoestima estiverem fortes, não cederemos nunca a voz do ego. Somos muito mais do que pensamos ser.

Siga-me nas redes sociais:

FACEBOOK – INSTAGRAM

Meu nome é Edneya, mais conhecida como Di. Sou Master Coach, apaixonada pelo trabalho e amante de uma boa conversa.

Moda: Alfaiataria

26 abril, 2017

Olá pessoal!

Tudo bem com vcs? Espero que sim!

Hoje o assunto é moda e eu adoro o outono para moda, sem dúvida, é a estação mais elegante do ano. A alfaiataria é um clássico, deixa o look sofisticado e ainda alonga a silhueta.

Separei aqui algumas inspirações,  vc pode investir em estampa ou no monocromático. Espero que gostem!!!

 

Siga-me nas redes sociais: FACEBOOK – INSTAGRAM

 

Meu nome é Edneya, mais conhecida como Di. Sou Master Coach, apaixonada pelo trabalho e amante de uma boa conversa.

Segunda Coaching: Sucesso com lágrimas

24 abril, 2017

Olá queridos!!!

Quem já desistiu de algo que achava que estava insustentável?

Claro que todos nós já passamos por isso, porque não há sonho fácil e gostoso de conquistar, o que diferencia a pessoa de sucesso é a determinação, é a resiliência de ressurgir das cinzas quando tudo dá errado, pq convenhamos, sempre tem aqueles obstáculos que nos obrigam a mudar a rota ou começar do zero.

Semana passada, pensei em desistir de ir para academia, desde janeiro estou indo e confesso que nunca havia conseguido me manter tanto tempo tão dedicada a treinar, mas pensei em desistir. O frio está chegando, e acordar às 5:50h não é fácil, sem contar que minha dor nas costas já passou e poderia deixar de lado, já que não gosto tanto assim de treinar.

Quando acordei, me troquei e pensei em desistir, estava frio e eu estava cansada, mas comecei a refletir: percebi que desistir não é ruim, desistir é gostoso, eu poderia voltar pra cama e dormir, sem a dor nas costas não tem porque eu continuar, como desistir seria apropriado num dia frio as 5:50h da manhã!

Mas aí pensei no recomeço, esse sim não é bom, uma sensação de derrota, é a hora que desistir passa a ser ruim,. Quando lembrei que todas as vezes que voltei a treinar, foi porque desisti um dia, e a dor nas costas voltou e eu tive que passar pelo “terrível recomeço”.

Resumindo, fui treinar e mudei de nível, decidi parar de falar pra mim mesmo que não gosto de treinar, porque meu cérebro estava ouvindo isso e estava tentando me convencer que não precisava mais daquilo, agora até melhorei a perfomance, aumentei o peso e treino mais feliz. Uma única atitude, fez toda diferença.

Acredite, não há sucesso sem lágrimas, sem calos e obstáculos, sem sofrer com os encalços do caminho. Não desanimar é mais importante do que saber tudo e se entregar a vulnerabilidade de não saber o que há na frente, é mais importante do que entender e conhecer o caminho.

Ninguém consegue ter sucesso desde o começo, ninguém sabe a resposta de tudo, é a forma como você encara a trajetória, que faz você ser vitorioso ou não.

O que você tem feito por seu desenvolvimento pessoal? O que você chama de sucesso?

Pense nisso e seja uma pessoal melhor a cada dia!

Siga-me nas redes sociais: FACEBOOK – INSTAGRAM

Meu nome é Edneya, mais conhecida como Di. Sou Master Coach, apaixonada pelo trabalho e amante de uma boa conversa.

Segunda Coaching: Você conhece sua missão de vida?

03 abril, 2017

Olá queridos!!!

Todos nós temos na nossa essência, algo que nascemos pra fazer. Isso chama-se missão de vida, aquilo que te faz vibrar todos os dias de manhã, sem a sindrome do domingo à noite, sem murmurar ou achar pesado.

Muitas vezes, o motivo de desânimo, é porque a pessoa não encontrou sua razão de viver, qual o grande propósito de estar nesse mundo? Quando vc faz algo que não caminho junto com sua missão, sem congruência com o que vc veio fazer nesse mundo.

Evoluir é sair da superficialidade, encontrar seu porquê mais profundo, para viver uma vida de satisfação. Sua missão vai além do que se faz, mas sim com o que vc veio fazer aqui, encontrá-la é o primeiro passo para um nível mais elevado de bem estar e felicidade.

Existem 3 níveis de missão:

  1. Pessoa que se realiza, preenchendo uma necessidade própria, como bens materiais e realizações pessoais. Visa seu próprio bem estar e das pessoas que convivem com ele.
  2. O que realiza essa pessoa é ajudar o próximo. Se realiza com as conquistas pessoais, mas o que o realiza mais é ajudar o próximo identificável, como é o exemplo de um professor: ajuda o próximo a se desenvolver, mas sabe quem são os ajudados.
  3. Ajuda nível mundial, quer ajudar o maior número de pessoas, sem nem se interessar quantos serão os ajudados. O exemplo do cientista: passa a vida num laboratório, se afasta da convivência das pessoas, para ajudar o maior número de pessoas a encontrar a cura de uma doença.

Não é o nível de missão que faz a pessoa ser melhor ou pior. O pior é a pessoa saber sua missão e não fazer nada.

Como identificar sua missão? Essa é uma ferramenta do coaching que uso em todos os processos, de uma forma geral, vc identifica seus talentos e suas características mais marcantes  e como vc se comporta exercendo essas habilidades. Claro que o processo de conhecimento da missão é um pouco mais complexo, mas esse é um começo para o conhecimento da missão.

Siga-me nas redes sociais e conheça mais sobre desenvolvimento pessoal:

FACEBOOK – INSTAGRAM

 

Meu nome é Edneya, mais conhecida como Di. Sou Master Coach, apaixonada pelo trabalho e amante de uma boa conversa.

Tendência: Saia Plissada

27 março, 2017

Boa tarde!!!!

Tudo bem com vcs?

Muita feminina e elegante, além de valorizar o corpo, a saia plissada se tornou uma queridinha. Desde as longas até as mais curtas, ela tem invadindo os closets pelo mundo a fora.

Bem ao estilo romântico da moda européia, necessita de muito cuidado para combinar corretamente e não fazer  feio por aí. É uma peça para usar tanto de dia quanto de noite e a escolha da cor é um grande diferencial para o tipo de evento.

Enquanto a saia godê disfarça os quadris largos, a saia plissada ressalta, quanto mais curta, mais destaca os quadris. O comprimento da saia ideal, depende do corpo. Com pernas finas, por exemplo, o ideal é uma saia no joelho ou próxima a ele. Se os seios são volumosos e o abdomen proeminente, melhor ficar longe das saias plissadas com cintura alta. Só use blusas largas se você for bem magrinha.

As peças de couro, proporcionam um toque mais ousado ao visual, portanto, para contrapor o couro, é interessante compor looks monocromáticos, como alternativa para alongar a silhueta.

Com todas essas dicas, acho que podemos nos inspirar com alguns looks, vamos lá:

Siga-me nas redes sociais:

FACEBOOK – INSTAGRAM

Meu nome é Edneya, mais conhecida como Di. Sou Master Coach, apaixonada pelo trabalho e amante de uma boa conversa.

1 2 3 4 170